Cheio vazio

Já não escrevo há tanto tempo que nem sei se as palavras me soarão ao mesmo.

Estou cansada. E quando digo cansada, é mesmo cansada. Muito mais mentalmente do que a nível físico, mas, ainda assim, mesmo cansada.

Todos os dias encontro no mais fundo de mim reservas de paciência que pensava já não existirem. Todos os dias tento unir pontas soltas, em busca de um sentido que me faça continuar a empurrar vários barcos. Todos os dias me rio, em grandes gargalhadas, só para não chorar, de raiva, de impotência, sei lá eu.

Gostava de poder adormecer e acordar tranquila, com as frustrações, os suspiros ou as tristezas perdidos algures nos ciclos REM. Fazem-me falta mimos, faz-me falta o calor. Aspiro ridiculamente por um mundo azul e cor-de-rosa, onde haja botões de "pausa" à nossa disposição. Ou então por dormir, apenas. E sem sonhos maus...

the x marks the day: , ,
publicado por outrosdias às 17:22
link do post | ver comentários (3)