Praia

Ontem molhei as mãos no mar e se mais tempo houvesse, teria lá deixado o meu corpo também. O céu manchava-se de flocos brancos, raiados a ouro sobre a linha do horizonte. Ao longe, tractores puxavam as esperanças de pescadores e de gaivotas. No ar dançavam sons de crianças e surfistas, embalados pelo cantar manso das ondas. Sob os meus pés, minúsculas conchas entrelaçavam-se com grãos de areia e traziam-me arrepios parecidos com a espuma branca das marés. À beirinha da água, o calor dos teus braços preenchia-me a pele e nos lábios saboreava as histórias que ainda temos por contar. Cheirava a sal, a barcos, a sonhos.

Ontem molhei as mãos no mar e foi quase perfeito.

the x marks the day: ,
publicado por outrosdias às 10:01
link do post | ver comentários (1)