Terça-feira, 04 De Janeiro,2011

Leadership

Decidido que estava que íamos passar a passagem de ano com a Mãe, eu e o Irmão combinámos tudo entre nós – quem levava o quê, jogos, horas, etc.. No fim, digo:

- Bom, agora só falta telefonar à Mãe e dizer-lhe que tem de fazer o jantar para nós todos.

the x marks the day: , ,
publicado por outrosdias às 15:44
link do post

Conselhos fraternais

Irmão [com a perspectiva de ficar desempregado dentro de seis meses]: Estou deprimido…

Eu: Deprimido? Não podes. Se ficares – repito – SE ficares desempregado, é só daqui a seis meses. Não vais conseguir manter a depressão até lá, por isso mais vale dizeres-lhe que vá dar uma curva e que volte umas três semanas antes. Aí sim, podes deprimir.

Irmão: É tão bom ter uma conversa séria contigo…

the x marks the day: , ,
publicado por outrosdias às 15:40
link do post

Assim-assim

Bom, agora que já não há volta a dar e parece que estamos mesmo em 2011, é altura de fazer o balanço da coisa.

2010 não foi, de todo, um ano fácil. Começou com uma meia tonelada de esperança, planos, desenhos abstractos e concretos e acabou com um deficit de muitas e muitas toneladas.

Acho mesmo que foi o ano em que passei mais tempo a sentir-me em baixo e a tentar levantar-me. Foi o ano em que mais vezes liguei e desliguei circuitos dentro de mim própria, anestesiando-me mental e fisicamente para obedecer ao que me diziam. "Agora vais por ali e fazes assim e assado". E eu ia por ali e fazia assim e assado e depois no fim levava um estalo. Ou dois. A seguir diziam-me "Agora vais antes por ali e fazes assim e assado". Eu ia e fazia e no fim, lá recebia o estalo. Depois diziam-me "Afinal vais mas é por ali e fazes assim e assado". Eu ia, fazia e apanhava. Era uma never-ending story. Houve um ponto em que me senti como aqueles cães que recebem pontapés atrás de pontapés mas que não conseguem deixar de ser fiéis aos seus donos. Imediatamente a seguir a esse ponto, simplesmente baixei os braços, fiz shutdown e deixei que se servissem de mim como saco de boxe. E sim, é possível abstrairmo-nos de coisas que achávamos que não éramos capazes de fazer, de atravessar ou de suportar e fazê-las, atravessá-las e suportá-las.

No meio de todas as derrotas por knockout e consequentes regressos ao tapete, a verdade é que o ano acabou por passar num ápice e se o for espremer agora, não sai sumo nenhum. Nenhum, zero, nicles, nada.

Sad but true.

Ontem descasquei uma abóbora para a congelar e quando a tinha toda cortada em cima da bancada da cozinha, comecei a tentar juntar todos os pedaços e pedacinhos e colocá-los nas suas posições originais. Não consegui, como é óbvio, mas agora que olho para trás, vejo que passei os 365 dias de 2010 a tentar reconstruir a minha abóbora. E o que mais me custa em tudo isto é que nem sequer me refiz desses 365 dias e já tenho outros 365 aqui, prontos para me tomarem de assalto. O que vale é que o ano não é bissexto, senão…

A verdade, verdadinha, é que o copo não está meio cheio nem meio vazio. Está simplesmente a meio. Assim-assim.

Oh, well. Podia ser pior, não é o que dizem? :)

the x marks the day: ,
publicado por outrosdias às 15:33
link do post

agitar antes de abrir

Janeiro 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
16
18
19
20
22
23
24
25
28
29
30
31

últimos comentários

  • Bom dia a todos,Vender um rim. Salvar uma vida e g...
  • Bem-vindo ao Dr. Kenneth Clinic. Você quer vender ...
  • Bem-vindo ao hospital médico solomon. Você quer ve...
  • Bom dia a todos,Vender um rim. Salve uma vida egan...
  • Você quer comprar um rim ou você quer vender suari...

e tudo o vento levou

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

pesquisar