Dos bytes aos átomos ou Muitos parabéns, minha Mãe

Numa noite de trovoada, um relâmpago disse-me:
ESCREVE!
Eu virei-me para o lado
e continuei a dormir.



O "****** *******" foi o meu primeiro blog a sério.
Durante dois anos, dois meses e duas semanas, alinhavei letras, episódios, reflexões, confissões, desvarios.
Um pouco de mim (demasiado, às vezes). Não sei para quê e muito menos por quê.
Apeteceu-me e é só.

É provável e quase certo que tenha imprecisões. E gralhas.
E coisas que, se não tivessem sido escritas, podiam ter
contribuído para a paz mundial.
(Estudos científicos provam que meio segundo
de hesitação a carregar na tecla enter fazem realmente a diferença.
Por desafortunada coincidência, não uso relógio.)
Paciência.

Esta é a primeira (e, felizmente, única e última) edição em papel.
E é para a minha Mãe.

(Mãe, não quero comentários, nem críticas, nem um único
"ó minha filha...", ok?
... bom, se quiseres dizer que está engraçado, eu deixo...
mas mais nada!)


Cinco beijinhos
(um na testa,
outro no nariz,
outro no queixo,
outro na bochecha direita e
outro na bochecha esquerda)
e muitos, muitos, muitos

Parabéns.



15 Dezembro 2006
the x marks the day: ,
publicado por outrosdias às 12:45
link do post | ver comentários (4)