Eu tenho uma coisa-com-rodas-

-que-me-leva-para-(quase)-todo-o-lado e gosto muito dela, do fundo do meu coração lamyzado. Dentro da minha coisa-com-rodas-que-me-leva-para-(quase)-todo-o-lado não chove (com as janelas fechadas), não apanho sol (pelo menos directamente) e há muitos sítios onde me sentar se estiver cansada (e até tenho encostos de cabeça).

A minha coisa-com-rodas-que-me-leva-para-(quase)-todo-o-lado tem rodas (como é óbvio... senão não se chamava "coisa-com-rodas"), um volante, portas, uma bagageira, três pedais, um travão de mão, uma manete de mudanças e mais uns quantos botões (não são muitos).

A minha coisa-com-rodas-que-me-leva-para-(quase)-todo-o-lado alimenta-se de gasolina (ninguém é perfeito), líquido para os limpa-vidros e desconfio que também deve consumir outras coisas, como óleo e pastilhas para os travões, mas não tenho a certeza (depois confirmo).

Mas o que torna a minha coisa-com-rodas-que-me-leva-para-(quase)-todo-o-lado verdadeiramente especial e única no universo das coisas-com-rodas, são duas particularidades invejáveis e das quais não paro de me e de a gabar. Uma delas é ter ar condicionado. Sim, ouviram bem e podem começar a ficar verdes: a minha coisa-com-rodas-que-me-leva-para-(quase)-todo-o-lado TEM ar condicionado... com o pormenor de o ar ser (altamente) condicionado pela temperatura exterior.

A outra característica, igualmente importante, é aquele precioso auxílio que dá pelo nome de direcção assistida. Sim, sim, não precisam fazer essa cara de espanto... é verdade, a minha coisa-com-rodas-que-me-leva-para-(quase)-todo-o-lado TEM direcção assistida... e quanto mais pessoas estiverem a ver (os arrumadores contam a dobrar), mais assistida ela fica.

Oh, sim, a minha coisa-com-rodas-que-me-leva-para-(quase)-todo-o-lado é um espectáculo.

(recado para a minha coisa-com-rodas-que-me-leva-para-(quase)-todo-o-lado: isto é só a brincar, ouviste? Não comeces já a pensar em deixar-me apeada numa qualquer estrada secundária deste Portugal esquecido e ostracizado, está bem? Um beijinho grande nas tuas rodas. Adoro-te, sua maluca!)
sinto-me: a precisar de férias
the x marks the day:
publicado por outrosdias às 12:20
link do post