Árvore centenária

A tia-avó fez, na semana passada, 100 anos.

 

Cem.

 

Ainda vive sozinha, o que nos dá (muitas) preocupações. O seu sentido de independência, embora já não correspondendo ao que de facto pode fazer, não esmorece com o passar dos anos.

 

No dia de anos, recebeu telefonemas de família e amigos de quem já nem se lembrava. As pessoas tinham de ir dizendo de quem era filhas e onde tinham nascido para lhe reavivar a memória.

 

De mim disse que se lembra todos os dias.

the x marks the day:
publicado por outrosdias às 16:59
link do post