Tão simples

Entretanto - e porque os dias se seguem e nos atropelam, sempre, sempre - lancei-me no cultivo agrícola. Amador, é claro.

No segundo dia deste mês que actualmente corre - e que, como os outros, nos há-de atropelar também - entreguei à terra quatro sementes de courgette, na esperança de que, daqui a algum tempo, ela me devolva abóboras para colocar na sopa.

À medida que as ia semeando, interrogava-me como saberiam as sementes que direcção seguir. A raiz para a terra, as folhas e o fruto para o sol.

- Elas sabem, garante-me a Mãe.

Ao menos isso.
the x marks the day: ,
publicado por outrosdias às 16:24
link do post