Fucking delicious

De quando em vez, lá apanho na televisão uns quantos programas de culinária com o Gordon Ramsay pelo meio. Uma das coisas que o caracterizam (para além da profusão de asneiras que lhe saem boca fora) é o incentivo às compras nos mercados locais, não só pela qualidade dos produtos como pelos preços.

O tipo tem alguma razão.

Cá por casa dividimos as compras alimentares entre o hipermercado e o mercado (vulgo praça) mais próximos; ambos competem em preços e em qualidade e contrariamente à ideia geral, nem sempre o melhor está no mercado e nem sempre o preço mais atractivo está no hiper. Mas é verdade que, quando comparo os produtos de topo do hiper com os produtos de topo do mercado, estes últimos ganham com larga vantagem no que toca à qualidade.

Experimentem comprar tudo no hipermercado durante umas semanas e depois voltem às alfaces, às batatas e às cenouras (só para dar alguns exemplos) da praça e verão do que falo. É que quando as coisas de lá são boas, são mesmo, mesmo, mesmo muito boas.

O truque, já se sabe, é encontrar um equilíbrio entre os dois mundos.

the x marks the day:
publicado por outrosdias às 08:00
link do post