Terça-feira, 24 De Janeiro,2012

Ora bem, onde é que eu fiquei mesmo? #2

O Ano Novo

Já começa a ser cliché, mas a verdade, verdadinha é que 2011 passou quase num ápice. Depois de um 2010 infernal e para esquecer, tudo o que eu mais queria era hibernar em 2011. Não sei se o fiz ou não, mas o ano acabou por ser todo ele uma fuga para a frente. O tempo não para, por isso mais vale deixarmo-nos ir com ele. No meu caso, fui – não a correr mas em cima da bicicleta – mesmo na linha da frente, em grande velocidade para não correr o risco de ser apanhada.

Em todo este processo, ajudou em muito o termos finalmente ido morar para a casa nova. Isto foi um upgrade gigantesco nas nossas vidas e apesar de todos os pesares, cheia ou vazia, é a nossa casa e fomos nós que a fizemos. Saiu-nos bem do couro (e do cabelo do cada vez mais careca marido) mas todos os dias sentimos que valeu a pena e todos os dias nos regozijamos pela conquista… principalmente quando na rua estão 3 ou 4 graus e lá dentro os termostatos marcam 20. Peço desculpa a quem já não nos pode ouvir com a história da casa nova, mas para nós continua tudo a ter muitos xinapás e muitos uaus eheheh.

A sobrinha-mais-linda-do-mundo continua a sobrinha-mais-linda-do-mundo, amigos e família estão relativamente bem e o resto… faz-se de conta que não existe (fuga para a frente, que aqui a máquina não consegue mais…).

Para 2012 espero… nem sei bem. Se calhar não espero nada. Já espetaram com uma crise em cima deste ano e dos próximos, por isso, olhem, é ir sobrevivendo.

Li algures, em resposta a alguém que tinha a mesma dúvida que eu, que podemos dizer “bom ano” até 31 de julho (à semelhança do “bom dia” até ao meio-dia), por isso ainda vou muito a tempo de vos desejar um feliz ano novo: FELIZ ANO NOVO!!

the x marks the day: ,
publicado por outrosdias às 16:14
link do post | ver comentários (4)

Ora bem, onde é que eu fiquei mesmo?

O Natal.

A ideia de só comprar prendas para as crianças foi cozinhada durante algum tempo e quando finalmente tomámos uma decisão, aproveitámos que o forno estava ligado e pusemos lá dentro as lembranças para os adultos... literalmente. Passei dois dias inteiros a fazer tabuleiros de biscoitos, que depois enfrasquei, etiquetei e embrulhei em sacos (mais um bocado e ficava com calos nas mãos de tanto puxar pela mola do dispara-biscoitos).

Como este ano havia o fator casa nova, fizemos também questão de ser os anfitriões de dois jantares de Natal… em dois dias seguidos. Cansaços à parte, a verdade é que o espaço e as condições que agora temos só fazem sentido quando partilhados com as pessoas de quem gostamos. Algumas tiveram dificuldade em perceber isso e tivemos mesmo de as ameaçar com uns quantos “Se não for cá em casa, não há Natal para ninguém!”.

No final, acabou por correr tudo bem. Numa das noites éramos treze à mesa (algo impensável na casa antiga) e podíamos facilmente sentar mais umas cinco ou seis pessoas. Haja pratos, talheres, copos e panelas grandes e daqui a nada estamos a organizar casamentos. Foi bom, todos gostaram e nós… bem, nós gostámos mesmo muito :)

A árvore de Natal, agora com um canto próprio na sala, só foi desfeita este fim-de-semana. Em toda a sua existência, nunca tinha tido os ramos completamente abertos, dado o espaço que roubava e os encontrões que sofria. O espartilhamento da dita era tal que as decorações que temos parecem subitamente pequenas e demasiado minimalistas.

O marido diz que ninguém se vai esquecer das nossas prendas e eu espero que não seja por terem ficado com uma valente dor de barriga…

Pela primeira vez em muitos, muitos anos, o Natal voltou a ter parte daquela magia que eu sentia quando era criança e acho que a diferença foi mesmo por termos conseguido dar um pouco de nós próprios àqueles que nos são próximos. Tudo o resto à parte, só por este Natal já valeu a pena termos trabalhado que nem uns lemmings obstinados para termos a casa nova pronta.

the x marks the day: , , , , ,
publicado por outrosdias às 16:05
link do post
Quarta-feira, 11 De Janeiro,2012

Só mais um bocadinho

Eu sei que desse lado existe uma imensidão de leitores cheiiiiiiiiiiiiinhos de saudades minhas. Não desesperem, que eu já cá volto.

the x marks the day:
publicado por outrosdias às 16:47
link do post | ver comentários (2)

agitar antes de abrir

Janeiro 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

últimos comentários

  • Bom dia a todos,Vender um rim. Salvar uma vida e g...
  • Bem-vindo ao Dr. Kenneth Clinic. Você quer vender ...
  • Bem-vindo ao hospital médico solomon. Você quer ve...
  • Bom dia a todos,Vender um rim. Salve uma vida egan...
  • Você quer comprar um rim ou você quer vender suari...

e tudo o vento levou

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

pesquisar

 


lost & found